Youtube Linkedin Flickr

Destaques da RTRS em 2019

O ano de 2019 foi altamente produtivo para a Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS), incluindo desde palestras em conferências internacionais até novas soluções para os atores na cadeia de valor. O ano de 2020 marca o início de um período com novos desafios; portanto, gostaríamos de repassar os avanços de 2019 que também constituem novas oportunidades para a Associação no futuro.

Desde abril de 2019, a RTRS tem atuado ativamente na implementação de sua “Beyond 2020” RTRS Strategy, que permitirá à Associação identificar as vantagens competitivas necessárias para atingir os nossos objetivos estratégicos.

Em vista de sua função como plataforma global composta por diversas partes interessadas, a RTRS participou de várias reuniões relevantes ao longo de 2019. Por exemplo, a RTRS foi convidada a integrar o painel “Ways Forward – Overcoming Implementation Challenges” (“Caminhos à Frente – Superando os Desafios de Implementação”) na Conferência Mundial sobre Consumo Sustentável para a Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos, realizada pelo Ministério Federal do Meio Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear em Berlim, na Alemanha, e também participou da Conferência Agrícola da União Europeia, intitulada “Sustainability from Farm to Fork” (“Sustentabilidade da Fazenda ao Garfo”), organizada pela Direção-Geral da Agricultura e Desenvolvimento Rural em Bruxelas, na Bélgica. A Associação também participou do projeto piloto “Cadeias de Suprimentos Agrícolas Responsáveis” da OCDE-FAO, concluído no final de 2019. Essas reuniões possibilitaram à RTRS aumentar a conscientização e destacar o papel inestimável das iniciativas que reúnem diversas partes interessadas. Isso também se refletiu na RT14, a Conferência Anual da RTRS, que reuniu 270 participantes de 150 organizações e 20 países, e nas Forças-Tarefas Brasileiras, que reúnem dezenas de representantes de mais de 30 organizações da cadeia de valor da soja no Brasil.

Nesse período, 12 novas organizações aderiram à nossa plataforma de soja e, com elas, três novos países: Canadá (Restaurant Brands International – RBI), Espanha (Vall Companys) e EUA (Tyson Foods, Inc). As organizações que se juntaram à RTRS no ano passado veem a Associação como um parceiro credível e um espaço para colaborar no trabalho com práticas agrícolas e comerciais responsáveis, em busca de promover suas estratégias e atingir suas metas de sustentabilidade.

Passemos agora a algumas das ações e projetos realizados pela RTRS em 2019.

Lideramos com sucesso a campanha de comunicação #ZeroMeansZero, destacando as possibilidades de atender à crescente demanda global por soja e, ao mesmo tempo, preservar a vegetação nativa e proteger os direitos humanos, melhorando as condições dos trabalhadores. A campanha #ZeroMeansZero parte da premissa de que é possível termos, ao mesmo tempo, alimentos e florestas; alimentos e condições alimentares e de trabalho responsáveis; alimentos e relações responsáveis com a comunidade.

Concluímos a primeira fase do trabalho no Sistema de Fatores de Conversão da RTRS, que define os fatores de conversão dos subprodutos da soja, e iniciamos a segunda fase para definir os fatores de conversão de produtos alimentícios e rações para animais. Em 2020, pretendemos lançar uma versão aprimorada da Calculadora de Pegada de Soja que ajudará empresas, marcas e organizações sem fins lucrativos a calcular o volume de soja usado para diversos fins – como alimentos, rações e subprodutos.

A RTRS se candidatou a membro da ISEAL Community Member no final de 2019, para, posteriormente, se candidatar e tornar-se membro pleno da ISEAL. Esse processo motivou a Associação a desenvolver um esboço da Teoria da Mudança (TdM) da RTRS e criar um Sistema de Monitoramento e Avaliação (M&A) que permitirá à RTRS coletar informações de produtores certificados pela RTRS, permitindo assim uma estimativa quantitativa do impacto prático da certificação.

Além disso, como parte de nosso objetivo permanente de oferecer novas soluções e opções às nossas partes interessadas, em 2019 iniciamos o desenvolvimento do “Padrão RTRS de Produção de Milho Responsável.” Esse padrão reconhece os benefícios ambientais e agronômicos da rotação de culturas, uma prática que os produtores responsáveis de soja são obrigados a implementar no âmbito do Padrão RTRS de Produção de Soja. Após a aprovação pela Assembleia Geral da RTRS no final de 2020, os produtores de soja certificados pela RTRS poderão certificar sua produção de milho, acrescentando o milho certificado pela RTRS à cadeia responsável de suprimentos.

Também iniciamos uma análise das diversas ferramentas disponíveis no mercado para medir Gases de Efeito Estufa (GEEs), com o objetivo de avaliar o impacto da certificação RTRS nas fazendas no que diz respeito às emissões e sequestro de carbono.

O ano chegou ao ápice com outro avanço importante: os Padrões da RTRS de Produção de Soja Responsável e de Cadeia de Custódia foram reconhecidos como padrões oficiais de certificação nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2020 em Tóquio. Trata-se de um primeiro passo importante no mercado japonês.

Em termos de sua atuação no mercado, esse foi mais um ano recorde para a RTRS, refletindo a decisão de nossos atores de garantir práticas agrícolas sustentáveis na produção de soja. As compras de material certificado pela RTRS alcançaram 3,9 milhões – um aumento de 41% em relação a 2018. As vendas na modalidade de Balanço de Massa cresceram 75% em comparação a 2018; 33 novos compradores dos Países Baixos, Reino Unido, Bélgica, Escandinávia, Argentina, Irlanda, Itália, Espanha, EUA, Japão e Vietnã adquiriram 8% do volume total vendido em 2019. Do lado da oferta – e com base nos resultados parciais sobre 2019 disponíveis no momento da elaboração deste documento – os produtores certificados pela RTRS contabilizaram cerca de 4 milhões de toneladas de soja certificada na América Latina (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) e Ásia (China e Índia). Os produtores certificados pela RTRS representam mais de 1 milhão de hectares de produção de soja plantada.

Gostaríamos de convidá-lo(a) a dedicar alguns minutos à leitura do arquivo em anexo, com uma análise detalhada de nossas conquistas em 2019 e nossos planos para 2020. Queremos agradecer a todos pelo apoio contínuo à RTRS em seu trabalho para atingir os objetivos que temos em comum.

 Baixa o Destaques da RTRS de 2019 aquí