Youtube Linkedin Flickr

RTRS assina declaração das Nações Unidas para promover a igualdade de gênero

Em seu compromisso permanente com a melhoria contínua de toda a cadeia de suprimento de soja, a Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) assinou a declaração das Nações Unidas sobre a Integração da Perspectiva de Gênero em Normas Técnicas e Padrões e em seu Processo de Desenvolvimento.

Essa importante declaração reconhece o Objetivo 5 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos na Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável: alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

A RTRS considera esta declaração importante para a formação de uma cadeia de soja verdadeiramente sustentável e que ajudará a proteger, de maneira equilibrada, os direitos humanos e o ambiente natural.

Ao mesmo tempo, a RTRS reconhece o impacto e a influência dos padrões na sociedade e, portanto, compromete-se a refinar suas abordagens sensíveis ao gênero em prol do desenvolvimento e implementação de padrões relacionados ao tema, a fim de contribuir para um crescimento mais sustentável e inclusivo, necessário para a redução da desigualdade.

“Devemos valorizar o papel das mulheres do campo”, afirmou Gisela Introvini, membro do Comitê Executivo da RTRS que representa a Fundação de Apoio à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte (FAPCEN) e uma das líderes fundadoras da Associação das Mulheres do Agronegócio no Brasil. “O padrão de certificação da RTRS é uma ferramenta perfeita para empoderar as mulheres que trabalham na agricultura, visto que a transferência de conhecimentos e informações é peça fundamental do processo de certificação e as mulheres desempenham um papel fundamental nesse sentido”, explicou Gisela.

“As mulheres dos países produtores têm baixa representatividade em nosso setor. Elas empunham a bandeira da sustentabilidade e devem participar ainda mais das cadeias de suprimento de soja e milho. Os recursos humanos são escassos; fechar as portas para uma parte da população trabalhadora não é positivo para a produção e distribuição de alimentos em nível global. Nós abraçamos e promovemos a igualdade de gênero”, afirmou Marina Born, Presidente da RTRS.

A declaração foi assinada por mais de cinquenta organizações de padrões do mundo inteiro e espera-se que muitas outras sigam esse exemplo.

Para mais informações, visite: www.unece.org