Youtube Linkedin Flickr

A RTRS participou da “Conferência de perspectivas agrícolas da UE” de 2019 en Bruxelas

A RTRS foi convidada a participar da quinta edição da EU Agricultural Outlook Conference (Conferência de Perspectivas Agrícolas da União Europeia – UE), cujo título este ano é Sustainability from Farm to Fork (Sustentabilidade da Fazenda ao Garfo). A Conferência foi organizada pela Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Comissão Europeia em Bruxelas, Belgica e ocorreu nos dias 10 e 11 de dezembro de 2019 e foi aberta pelo Comissário para Agricultura e Desenvolvimento Rural, Janusz Wojciechowski.

A Conferência de Perspectivas Agrícolas da UE se consolidou como o principal evento anual do setor, reunindo os atores europeus dispostos a se engajar e discutir o futuro da agricultura na Europa e os desafios que vêm pela frente.

No primeiro dia, a discussão envolveu participantes de alto nível e focou a questão da sustentabilidade da fazenda ao garfo. O segundo dia começou com uma discussão sobre o impacto do aumento da demanda social sobre os preços dos alimentos. Seguiu-se um debate sobre as perspectivas para os mercados agrícolas da UE (culturas agrícolas, culturas especializadas, biocombustíveis, carne e laticínios).

A RTRS foi convidada a palestrar na Sessão 4 do painel do primeiro dia, intitulada Comércio Sustentável e aberta por Sandra Gallina, Diretora-Geral Adjunta (DG) de Comércio da Comissão Europeia. Ela falou sobre a contribuição do comércio para a sustentabilidade do sistema alimentar global. Mais tarde, Ann Tutwiler, assessora Especial da Food and Land Use Coalition, participou de uma entrevista sobre o tema.

A Presidente da RTRS, Marina Born de Engels, participou do painel em nome da Associação e fez uma apresentação sobre as atividades da RTRS relacionadas ao fornecimento sustentável, as diversas opções de material certificado oferecidas pela RTRS e suas respectivas certificações. Também falou de iniciativas e projetos – incluindo abordagens de paisagem – que contam com a participação ou liderança da Associação e também transmitiu uma mensagem importante sobre as áreas em que a RTRS pode contribuir e trabalhar juntos com governos e organizações.

‘O comércio internacional – e, mais especificamente, os acordos comerciais entre diferentes regiões – podem ter grandes efeitos positivos sobre as práticas agrícolas. Não podemos adotar soluções para as questões ambientais que, ao mesmo tempo, gerem problemas sociais nos países de origem. Precisamos tratar dessas questões holisticamente. O objetivo da RTRS e seu padrão de certificação é encontrar tais soluções. Este é um elemento importante para atingir a meta de produzir e consumir 100% de soja sustentável´, afirmou Marina Born de Engels. Ela também ressaltou que “a RTRS participa de projetos jurisdicionais em várias regiões do Brasil e da Argentina, como um exemplo da abordagem holística que esperamos levar para outras áreas da América do Sul e do mundo”.

A experiente jornalista britânica Aminda Leigh presidiu o painel, que contou com a participação de representantes de iniciativas de sustentabilidade como Bart Vandewaetere (Chefe de Comunicações Corporativas e Relações Governamentais da Nestlé para a Zona do Euro, Oriente Médio e Norte da África), Emilie Sarrazin (Membro do Comitê de Padrões da Fairtrade International) e David Amudavi (Diretor Executivo, Biovision Africa Trust da Ecological Organic African Initiative)

Os participantes incluíram instituições da UE, governos e organizações internacionais, atores envolvidos na cadeia de suprimento de alimentos, especialistas de mercado, acadêmicos, think tanks e sociedade civil.

‘É um passo importante para a RTRS ser convidada pela Comissão Europeia para falar em uma sessão sobre comércio sustentável. Reflete a credibilidade da RTRS sobre o assunto e é uma excelente oportunidade para solidificar a posição da RTRS como parceira credível na promoção da boa governança na cadeia de suprimentos da soja’, afirmou Marina Born de Engels. Ela explicou que “eventos desta natureza podem proporcionar novas alternativas de colaboração, gerando sinergias entre governos, associações multilaterais e mesas-redondas multissetoriais de várias commodities, em vez de criar ou promover novas estruturas. Eles oferecem as condições que possibilitam essa jornada conjunta em busca de soluções”. “A participação nesta reunião global relevante demonstra a importância de a RTRS reforçar sua presença na Europa e trabalhar para se posicionar da melhor forma possível na região. Faz parte dos esforços para promover a Associação e torná-la mais visível em seu papel duplo: plataforma multissetorial de diálogo global sobre a soja e sistema de certificação de soja responsável”, fechou Marina.

Para saber mais sobre a reunião, visite: www.ec.europa.eu

12 de Decembro de 2019